Peres nega atrito com Sampaoli e admite "acordo" para usar mais a Vila
11/07/2019 16:12 Fonte UOL

Depois de , o presidente José Carlos Peres respondeu perguntas da imprensa em coletiva concedida na tarde de hoje, na Vila Belmiro. O principal assunto em pauta foi o e-mail enviado por Jorge Sampaoli com reclamações e cobranças ao mandatário do , que minimizou a situação.

"Realmente tivemos um problema de vazamento do documento, que é interno. A questão do Sampaoli: ele é um técnico top. Como todo técnico top, quer cada vez mais, quer jogadores, quer ser campeão. Também queremos ser campeões. Eu só lamento que o documento foi vazado. Mas todas as questões são fáceis de resolver. Algumas estão em curso", afirmou.

"A questão de trazer mais jogadores é complicada, de orçamento. Eu tenho um estoque para vender e o que está em uso. Eu preciso fazer dinheiro vendendo o que eu tenho, os que não estão nos planos. Depois, com o dinheiro, trabalhar as aquisições. O campeonato é rápido, não dá para fazer as coisas no afogadilho. Demandas sempre terão, seja lá qual for o técnico. Temos que explicar, às vezes, que nem sempre tudo é possível. O futebol está complicado", disse.

O assunto Sampaoli voltou a ser abordado pelo presidente, que, apesar das cobranças do treinador, negou qualquer tipo de .

"Eu nunca tive atrito com Sampaoli, nenhum. Com o Cuca também não. Você não viu ele ir na imprensa expor. São situações óbvias. O Santos não é um Barcelona, Real Madrid ou Manchester City, aqui o dinheiro é de acordo com aquilo que você tem de receita e o que você tem de despesa. Trouxemos jogadores. A equipe do Santos está em segundo lugar no Campeonato Brasileiro, está rendendo, os jogadores estão aparecendo. É só ter um pouco de calma", disse.

"Mas eu nunca discuti nem com Sampaoli e nem com Cuca. O Sampaoli é um vencedor, isso que vocês têm que entender. Então ele quer uma equipe forte para ser campeão. Ele tem as demandas, temos que entender e, dentro do possível, cumprir", acrescentou.

Questionado por um repórter, José Carlos Peres disse ainda não considerar que Sampaoli está 'extrapolando' quanto às cobranças: "De maneira nenhuma. É o jeito dele. Nunca discutimos. O respeito é muito grande entre nós. Mas isso acontece. É bom que fique bem claro que ele não foi a público expor. Esse foi um documento vazado que estamos investigando. Estamos mais ou menos próximos de encontrar. Ele não deu entrevista para ninguém para expor qualquer tipo de problema. Ele tem resolvido diretamente comigo, com tranquilidade e respeito".

José Carlos Peres falou ainda sobre o para que o time atue mais na Vila Belmiro, e não tanto no Pacaembu. De acordo com o presidente, houve um acordo para que isso aconteça, mas, ainda assim, ele fez questão de destacar a promessa de campanha e a importância do estádio da capital.

"A gente combinou de escolher os jogos da Vila e de São Paulo. Não podemos esquecer que na campanha tivemos essa demanda, 50 a 50, e como a Vila esteve fechada uns meses, ainda faltam quatro ou cinco jogos para ficar 50 a 50, e depois fazemos um lá e aqui. O pedido dele é legítimo, é sentar juntos e estabelecer. O que não podemos também é abandonar uma massa de torcedores em São Paulo. Mas a nossa casa é a Vila Belmiro, e isso nunca vai deixar de ser", afirmou.

A maioria dos jogadores é só CLT. Desde que assumimos o Santos tivemos dois atrasos. Um de dois dias corridos, nem úteis foram. E tivemos aquele de oito dias úteis que eu estava viajando na China. CLT está fechada. Não devemos nada. Nós estamos acertando sim. Estamos praticamente há uns dias para entrar o dinheiro do Rodrygo. Vamos colocar tudo em dia. Tanto que nenhum jogador reclamou. Conversamos. O que não pode é prometer e não cumprir. Futebol brasileiro está complicado. Você pega os outros clubes e vê como está. Temos a felicidade de estar quase em dia. As outras pendências são pendências já resolvidas e outras não. Sobre jogar na Vila ou São Paulo, vamos sentar e escolher os jogos para vir ou ir para São Paulo. Vemos essa demanda que haveria jogos em Santos e São Paulo. Como a Vila esteve fechada, ainda faltam quatro ou cinco jogos para ficar 50%. O pedido é legítimo, sentarmos juntos e esclarecer. Não podemos abandonar a massa de torcedores em São Paulo, que é enorme. O percentual de sócios é maior na capital. Mas nossa casa é a Vila Belmiro.

Só lembrando que, do time que houve a parada, o Rodrygo já não estava jogando e perdemos o Jean Lucas. Mas já contratamos o Evandro. Obviamente tem casos que não precisa colocar o dinheiro agora, por isso uma coisa nem sempre está atrelada a outra. Mas temos que fazer negócios nessa janela, seja por empréstimo ou vender. Mas isso não afasta a hipótese de contratar. Aconteceu o caso do Jean Lucas, de que a gente trouxe o jogador com opção de compra de 8 milhões de euros. Não se arruma isso do dia para a noite. Estamos procurando evitar isso, trazer jogadores com opção de compra que não podemos alcançar.

A concepção da Vila vai ser de uma arena. Temos um terreno de 17 mil metros quadrados. A menor arena do mundo tem 26 mil metros quadrados. Olha o desafio. O arquiteto que vai apresentar o projeto teve que se mexer. É um estádio que chamamos de retrofit. Para quem não sabe, o Allianz Parque não é um estádio novo. Foi uma parte retrofit. A Vila vai ficar 100% coberta. Tenho certeza que, quem for lá hoje, vai gostar do que vai ver.

O Santos apresentou na tarde de hoje a atacante argentina Sole Jaimes, de 30 anos, que volta ao time pelo qual foi artilheira e campeã brasileira em 2017, com 18 gols em 19 jogos. Ela esteve presente na Vila Belmiro e concedeu entrevista coletiva ao lado do presidente José Carlos Peres, que brincou com a contratação da jogadora.

O Santos anunciou na tarde de hoje a volta da atacante argentina Sole Jaimes, que foi artilheira e campeã brasileira com o time da Vila Belmiro em 2017, com 18 gols em 19 jogos. O contrato vai até dezembro deste ano.

O Governo de São Paulo vetou o Projeto de Lei 1.363/2015 que previa a liberação da venda de bebidas alcoólicas nos estádios e arenas esportivas paulistas. A decisão foi publicada no Diário Oficial (DOSP) de hoje e é assinada pelo vice-governador Rodrigo Garcia, que está em exercício no cargo.

O estafe do lateral esquerdo Caju não aceitou a primeira proposta de renovação do Santos. Com isso, nas próximas partidas do Peixe pelo Campeonato Brasileiro, o atleta sequer deve ser relacionado pelo técnico Jorge Sampaoli.

A palavra de ordem do primeiro semestre no Santos foi adaptação. O técnico Jorge Sampaoli chegou ao clube no final do ano passado e impôs o estilo que lhe é característico desde o início. Os jogadores entenderam a ideia até de forma rápida e a liderança do time em cinco estatísticas neste início de Campeonato Brasileiro mostra isso, mas também evidencia que ainda há espaço para evoluir.

Técnico veterano conta casos de carreira envolvendo Corinthians, Santos, Flamengo e detalha como ajudou a seleção do penta em 2002

Mesmo com as últimas notícias negativas entre o presidente José Carlos Peres e o técnico Jorge Sampaoli, o atacante Kaio Jorge afirmou, nesta quarta-feira, no CT Rei Pelé, que o clima está tranquilo no Santos.

O Santos corre contra o tempo para ter o elenco inteiro à disposição do técnico Jorge Sampaoli já na volta do Campeonato Brasileiro, neste sábado, contra o Bahia, às 19h, em Pituaçu (BA). Para isso, o trio Evandro, Derlis e Soteldo fazem trabalhos à parte para reconquistarem a forma.

O Santos deve voltar a atuar mais vezes na Vila Belmiro do que no Pacaembu. O presidente José Carlos Peres teve uma conversa com o técnico Jorge Sampaoli durante a parada para a Copa América e aceitou o pedido do treinador para jogar mais do que 50% das partidas no estádio da Baixada Santista. Atuar na capital paulista é uma das principais reclamações do treinador e uma das promessas de campanha do mandatário, mas Peres aceitou ceder um pouco para manter o argentino no comando do Santos.

O Santos não acertou os direitos de imagem deste mês com o elenco e já soma três meses de atraso no pagamento. O técnico Jorge Sampaoli está irritado com a situação e também com outros fatores como o não pagamento de prêmios por vitória no Brasileirão.

Quando o goleiro Cássio ergueu a taça do Campeonato Paulista há pouco mais de dois meses, o Corinthians virou o protagonista de uma situação inédita. Com 52 títulos conquistados, o clube abriu a maior vantagem da história sobre os rivais Palmeiras, Santos e São Paulo.

O técnico Cuca, do São Paulo, cogita processar o Santos para receber três meses de salários que não foram pagos a ele durante sua passagem pelo Peixe no ano passado. O montante também inclui o 13º e premiações que não foram acertadas.

O Santos encontra dificuldades no mercado para fechar com um lateral-direito. A solução seria rápida, segundo o presidente José Carlos Peres, mas o técnico Jorge Sampaoli ainda conta apenas com Victor Ferraz.

A história contada nas paredes. Litros e litros de tinta que transformaram o muro do CT Rei Pelé, do Santos, em uma entidade. Ídolos do passado e do presente representados em forma de homenagem no local de quase 1km de extensão. No entanto, ao contrário da imaculada e brilhante história santista, o muro do CT sofre com manchas e má conservação.

O primeiro gol de Fernando Uribe com a camisa do Santos ficou apenas no imaginário do torcedor. O camisa 9 balançou as redes no empate por 1 a 1 com a Ponte Preta, em jogo-treino no CT Rei Pelé, no último sábado, com portões fechados.

O Santos terminou as primeiras nove rodadas do Campeonato Brasileiro, antes da parada para a Copa América, na segunda colocação do torneio, cinco pontos atrás do Palmeiras. Agora, o Peixe quer aproveitar a tabela teoricamente mais fácil para alcançar o rival.

Depois de quase um mês de paralisação para a disputa da Copa América, os calendários nacional e sul-americano retornam nesta semana com a previsão de uma maratona de jogos decisivos e clássicos no mês de julho. Até o dia 1º de agosto, serão definidas as quartas de final da Copa do Brasil, as oitavas da Copa Libertadores e da Copa Sul-Americana, além da disputa de três rodadas recheadas de clássicos no Campeonato Brasileiro.

Os atacantes Marcos Leonardo e Renyer são as grandes promessas da geração nascida em 2003, que atua pela equipe sub-17 do Santos. Os dois são presença frequente na seleção brasileira de base e o Peixe já começa a se movimentar para assinar o primeiro contrato profissional da dupla.

Anunciado na última sexta-feira, Felippe Cardoso foi cedido pelo Santos ao Ceará por empréstimo até o final da temporada. Porém, por pouco o acordo não melou, já que o clube cearense detectou a pubalgia crônica no atacante de 21 anos durante os exames médicos.

O técnico Jorge Sampaoli não vai contar com os três garotos que atuaram no último jogo-treino do Santos, contra o São Bento, para a partida deste sábado contra a Ponte Preta. O meia Ivonei e os atacantes Marcos Leonardo e Nicolas estarão à disposição do time sub-20 que tem rodada decisiva no Paulista da categoria.

Na final da Copa América com a seleção do Peru, o meia Christian Cueva terá 10 dias de folga e volta aos treinos do Santos no dia 17 deste mês. Assim, o peruano fica fora do primeiro jogo do Campeonato Brasileiro após a competição de seleções, diante do Bahia, no dia 13.

A história se repete. Mais uma vez a janela de transferências mal abriu e o zagueiro Lucas Veríssimo já é especulado em clubes da Europa. O defensor do Santos revelou que conversou com o presidente José Carlos Peres sobre sua vontade de atuar no continente europeu.

O Santos aguarda uma nova proposta da Sampdoria pelo zagueiro Kaique Rocha nos próximos dias. A primeira oferta de 1 milhão de euros (cerca de R$ 4,2 milhões) foi recusada pelo presidente José Carlos Peres na última segunda-feira.

O técnico Jorge Sampaoli está de olho nas categorias de base do Santos e já identificou outro jogador para integrar o grupo de sparrings: o atacante Allanzinho, que chegou neste ano para o time sub-20.

Com a chegada do mês de julho, vários jogadores que têm vínculo até o fim deste ano passam a ficar livres para acertar um pré-contrato com outro time e assim deixar o seu clube de graça. São vários os casos, e o UOL Esporte lista abaixo os principais deles.

A novela pela assinatura do primeiro contrato profissional do jovem volante Sandry, de 16 anos, parece começar a caminhar para um desfecho positivo. Os representantes do jogador voltaram a procurar o Santos para agendar uma reunião para a próxima semana com intuito de chegar a um acordo.

O Santos segue ativo no mercado de transferências tentando reforçar a equipe do técnico Jorge Sampaoli. Por indicação do treinador, o Peixe tentou a contratação do atacante argentino Ángel González, que estava no Godoy Cruz (ARG), mas perdeu a concorrência para o Estudiantes (ARG).

O técnico Jorge Sampaoli recebeu uma sondagem para dirigir a seleção do Equador. A proposta foi vista como importante pelo treinador, mas ele não deve deixar o Santos neste momento. A informação foi publicada pela "Directv" e confirmada pelo UOL Esporte.

O presidente José Carlos Peres afirmou na tarde de hoje que atualmente não existe negociação entre o Santos e o lateral Adriano, que estava no Besiktas (TUR). O mandatário confirmou ter conversado informalmente com o jogador, mas o diálogo teria sido apenas informal.

O presidente José Carlos Peres ainda busca um novo volante para a vaga deixada por Jean Lucas no Santos, mas o próximo reforço não deve ser o volante Hernani. O mandatário santista disse que a pedida do Zenit (RUS) está muito alta e falou em utilizar as categorias de base para buscar um substituto.

O Santos apresentou na tarde de hoje seu 11º reforço para a temporada de 2019: o meia Evandro. O jogador de 32 anos estava no Hull City, da segunda divisão da Inglaterra, e teve seu contrato encerrado no final do último mês. O atleta assinou com o Peixe até o meio da próxima temporada, com possibilidade de renovação por mais seis meses.

O meia Evandro, mais novo reforço do Santos para a temporada 2019, está distante de terras brasileiras desde 2010. O jogador deixou o Brasil com 24 anos e só retorna agora, aos 32. A grande pergunta que a torcida santista fez foi: como foi a passagem do meio-campo pela Europa?

O Santos não foi o único clube que se interessou em repatriar o meia Evandro, que estava no Hull City (ING), e será apresentado pelo Peixe hoje. O estafe do jogador abriu negociação com outros três times: Internacional, Athletico-PR e Chapecoense. No entanto, uma ligação de Evandro para o lateral-direito Victor Ferraz e a possibilidade de trabalhar com o técnico Jorge Sampaoli foram decisivas na escolha do meia pelo Santos.

O atacante Uribe chegou no Santos há um mês, mas ainda não marcou gols pelo clube. O jogador revelou estar ansioso para 'desencantar' pelo Peixe.

O lateral-esquerdo Jorge é outro encantado com o trabalho desempenhado pelo técnico Jorge Sampaoli no comando do Santos. Segundo o jogador, o argentino vem implantando novidades nos treinamentos durante a pausa para a Copa América.

A primeira passagem do atacante Felippe Cardoso no Santos terminou em menos de um ano. Contratado no início de setembro de 2018, o atleta está perto de ser emprestado ao Ceará até o fim deste ano.

A Justiça intimou o Santos a pagar uma quantia de mais de R$ 50 mil referente a um processo que o ex-goleiro Denílton - que fez parte do elenco no início da década de 90 - moveu contra a Panini. Ele alega que sua imagem foi usada de forma indevida e sem autorização no álbum "As figurinhas do Campeonato Brasileiro", do ano de 1992.

O Santos anunciou hoje a contratação do meia Evandro, ex-Hull City da Inglaterra e com passagens por Athletico-PR, Palmeiras e Atlético-MG. O jogador chegou ao Peixe sem custos após o término de seu vínculo com o clube da segunda divisão inglesa.

O Santos recusou uma proposta da Sampdoria, da Itália, pelo zagueiro Kaique Rocha. O defensor de 18 anos tem contrato com o clube apenas até fevereiro do ano que vem e, assim, estaria livre para assinar um pré-contrato e deixar o Peixe de graça a partir do dia 29 de agosto.

A presença de treinadores estrangeiros no futebol brasileiro tem incomodado Levir Culpi. Em entrevista à Gazeta Esportiva, o técnico - sem clube desde que foi demitido do Atlético-MG em abril - criticou as contratações recentes, comparando à situação de brasileiros à frente de equipes no exterior. E mostrou ter um foco bem específico em sua avaliação.

O Santos está muito próximo de anunciar a contratação do meia Evandro, que estava no Hull City, clube da segunda divisão da Inglaterra. O contrato do jogador com o time inglês se encerrou ontem e o atleta já tem um acordo encaminhado com o Peixe e está no Brasil para realização de exames médicos.

O lateral-esquerdo Alex Sandro, da Juventus e da Seleção Brasileira, ganhou do Santos uma camisa personalizada com o número 12 e seu nome. O jogador enviou fotos ao Peixe e gravou um recado agradecendo pelo presente.

O Santos ainda não conseguiu entrar em um acordo com o representante de Gustavo Henrique para sua renovação acontecer, e o zagueiro já pode assinar um pré-contrato com qualquer clube a partir desta segunda-feira. Com vínculo até o final de janeiro de 2020, o atleta pode deixar o Peixe de graça, como foi com Robson Bambu.

O Santos segue a sua preparação para retomar a rotina de competição na temporada. Neste sábado (6), no CT Rei Pelé, a equipe do treinador Jorge Sampaoli vai disputar um jogo-treino com a Ponte Preta. A ideia da comissão técnica é dar mais rodagem para o elenco. Ontem, por exemplo, o time derrotou o São Bento, na Vila Belmiro, por 3 a 1.

O Santos venceu um jogo-treino realizado hoje (30) contra o São Bento, na Vila Belmiro, por 3 a 1. O destaque ficou para Marcos Leonardo, de 16 anos, autor de um dos gols. Marinho, de pênalti, e um contra fecharam o triunfo do Peixe.

Notícias relacionadas
Evandro diz que é mais fácil jogar no esquema de Sampaoli no Santos 22/08/2019 10:19 Após um mês treinando e indo apenas para o banco de reservas, Evandro estreou na goleada por 6 a 1 sobre o Goiás, no dia 4 de agosto, e desde então participou dos últimos três jogos, entrando na segunda etapa contra o São Paulo e iniciando a partida contr(...) Fonte: UOL
Rodízio diminui, e Sampaoli dá sinais de que encontrou Santos ideal 22/08/2019 04:00 Pela primeira vez na temporada, o Peixe repetiu um trio de ataque em quatro jogos consecutivos: Soteldo, Derlis González e Sasha. Antes disso, o técnico Jorge Sampaoli só havia repetido o trio de ataque de forma consecutiva em três oportunidades na tempor(...) Fonte: UOL
Mais solto no "novo Cruzeiro", Thiago Neves equipara Ceni a Renato Gaúcho 22/08/2019 04:00 A principal mudança vista até aqui entre o Cruzeiro de Ceni e o de Mano foi a postura mais ofensiva. Enquanto o técnico anterior adotava uma filosofia mais reativa, o atual gosta da posse de bola e do ataque a qualquer custo. Maior responsável pela criaçã(...) Fonte: UOL
Comentários